Dança Flamenca: um exercício com cultura

By | segunda-feira, outubro 03, 2016 Comentar
O Flamenco é uma arte que existe há alguns séculos, proveniente do encontro de diversas culturas que coexistiam na Espanha, mais especificamente na região da Andaluzia. Um dos elementos que caracterizam o Flamenco é a dança, que hoje tem muitos praticantes no Brasil e no mundo todo, e os números aumentam a cada ano.

Entrevistamos aqui Ivna Messina, professora de flamenco e bailarina. Ivna começou a estudar flamenco na cidade de Vitória, se especializando com diversos maestros espanhóis, tanto no Brasil quanto na Espanha. É constantemente convidada para dançar em tablados na cidade do Rio de Janeiro e já se apresentou ao lado dos renomados bailarinos espanhóis Domingo e Inmaculada Ortega. É coreógrafa e pesquisadora, tendo recentemente apresentado seu espetáculo Bom Sujeito, uma fusão de flamenco com samba.

Ivna Messina, professora e bailarina de flamenco. Fotos: Maria Helena Mello.


1. Por que você decidiu entrar no mundo do flamenco?

Eu comecei a fazer aulas de dança com 8 anos de idade, fazendo ballet clássico, modalidade a qual me dediquei durante 15 anos. Com o passar do tempo fui também experimentando outros estilos de dança e conheci o flamenco. O meu primeiro interesse foi por causa das músicas, que eu achava lindas, depois fui me aprofundando nesse universo e percebendo como era complexo, sua questão musical, histórica… Outra coisa que despertou meu interesse foi a força expressiva que essa dança tem, além de um respeito à diversidade dos corpos e idades das pessoas que praticam.

2. O flamenco é uma arte típica espanhola. Por que você acha que essa dança faz tanto sucesso no Brasil?

Acho que a questão percussiva é bem forte, assim como as roupas que são muito bonitas e exuberantes. Acredito que a música atrai bastante os brasileiros também. Mas vou contar uma curiosidade: o país onde mais se pratica flamenco, fora da Espanha, é o Japão!

3. Quantas calorias por hora podem ser gastas dançando flamenco?

Entre 150 e 350 calorias, dependendo da intensidade das aulas.



4. É necessário fazer outros exercícios para complementar o flamenco?

Eu, como bailarina profissional, busco diversas atividades que me ajudam a bailar e a evitar lesões, como por exemplo a yoga, o pilates e andar de bicicleta.
Como um dos elementos da dança flamenca é o sapateado, recomendo que a pessoa interessada consulte um médico antes de praticar, para saber se tem algum problema nas articulações ou na coluna e saber se deve fazer alguma atividade complementar junto com o flamenco.
Mas, como em toda atividade física, o fortalecimento e o alongamento são excelentes aliados para aprimorar a técnica e evitar lesões, devido à repetição dos exercícios técnicos.

5. Existem muitas pessoas que buscam a aula de flamenco como exercício físico principal?

Sim. Principalmente porque pode aliar o ato de se exercitar com uma expressão artística, e além disso, socializar.


6. O flamenco é desaconselhado para alguém? Quem?

Pessoas com problemas crônicos de coluna, joelho e tornozelos e grávidas devem evitar, ou buscar orientação médica para saber se podem praticar.

7. O flamenco é aconselhado para algum público específico? Qual?

O flamenco é aconselhado para todas as idades e gêneros, por ser uma dança democrática. Mas recomendo o flamenco para pessoas que gostam de música, que preferem fazer exercícios em grupo e que gostam de se exercitar dançando. O flamenco também é muito recomendado para pessoas que sofrem de depressão.


8. O que é necessário para fazer a primeira aula? Preciso comprar algo?

Força de vontade e persistência são os melhores aliados de qualquer pessoa que queira tentar dançar flamenco. A princípio, o item mais importante que um iniciante deve ter são sapatos para bailar.

9. Quais as partes do corpo mais trabalhadas no flamenco?

Pernas, costas e braços.



10. Homens também fazem flamenco? Os movimentos são os mesmos das mulheres?

Sim! Muitos homens dançam flamenco. A base de movimentos é a mesma, mas cada bailarino vai se expressar a sua maneira. Além disso, há os itens que, tradicionalmente, apenas as mulheres usam, como o leque, o mantón, ou a bata de cola (mas existem bailarinos homens que tem vontade e aprendem a usar esses elementos sem problema). As castanholas e o bastão são elementos que tanto homens quanto mulheres usam.



E aí, curtiu? Procure um estúdio de flamenco na sua cidade e saiba mais sobre as aulas! Quem sabe você descobre uma nova paixão?

Saiba mais sobre o flamenco: acesse esse link e esse outro.

0 comments :

Postar um comentário